Uma pequena Partilha

Não te rendas,
mesmo que, por vezes, a vida te doa.
Mesmo que pesem os muros
e o tempo pareça teu inimigo.
Não te rendas,
mesmo que as lágrimas
inundem o teu rosto
e te inundem por dentro…
completamente.
Mesmo que a distância
dos teus
pareça intransponível.
Mesmo que o amor seja, hoje,
um desejo difícil
e te mordam por dentro
o medo, a dor, a saudade,
a tristeza e a memória.
Não te rendas.
Porque continuas a ser capaz
de lutar, de rir, de esperar,
de levantar-te sempre que for preciso.

Os teus braços ainda hão-de dar
muitos abraços, e os teus olhos
verão paisagens incríveis.
Talvez quando te olhares ao espelho
não reconheças o belo,
mas Deus, sim. Deus conhece-te,
e porque te conhece
confia sempre em ti,
crê sempre em ti,
sabe que, como uma ave ferida,
as tuas asas ficarão curadas e levantarás voo,
mesmo que agora te pareça impossível.

Não te rendas.
Há quem te ama
sem condições,
e te chama
para que creias nele.

José María Rodriguez Olaizola sj

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s